#115: VENTO, AREIA E AMORAS BRAVAS // AGUSTINA BESSA-LUÍS

 

 

«Vento, Areia e Amoras Bravas» é um título dançarino. Todo ele mexe e convida a dançar e arrasta o movimento da juventude que depois vai conduzir à idade consular. A toga vai suceder à sandália e o cinto desatado, que correspondem à história radiosa de Lourença. Ela não quer esquecer a infância nem o vento furibundo que tenta dispersar os pequenos sinos da salvação mais espirituosa, a salvação da descoberta. Volta Dentes de Rato como uma gota de azougue imóvel na palma da mão. Estará imóvel ou apenas encantada? Veremos. Veremos… que as histórias são para explicar estas coisas. A leitura fez-se para encher o silêncio de mágica.

 

Plano Nacional de Leitura

Livro recomendado para os 7º, 8º e 9º anos de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

LIVRO EM DESTAQUE

 

"Não me lembro do dia exacto, nem da hora exacta, mas lembro-me exactamente de como me senti. Despertei. Peguei no telefone e digitei o número que pretendia. A chamada estava estabelecida. Estava prestes a receber notícias que ansiava receber há já alguns dias. Mas nem por um segundo equacionei a hipótese de serem tão negras como aquelas que recebi naquele dia. Cancro. Sim, tinha ouvido bem. Cancro."

 

Blogue da BE

FOTOS AO CUBO

PALAVRAS À PORTA

PÁGINA DO FACEBOOK DA BE

Blogue do Departamento de Línguas

Pesquisar

Em linha

Temos 11 visitantes e sem membros em linha