#178: ENCONTREI O PRINCIPEZINHO // JORGE CABRAL DOS SANTOS

 

 

Quando uma amizade verdadeira acontece, ficamos deslumbrados, como diante de um milagre. Foi precisamente quando o autor do livro procurava desinteressadamente, num puro gesto de dedicação, o seu amigo perdido que se deu o encontro com a maravilha, com o Principezinho. O Principezinho é a pura amizade, a pura alegria de um encontro, a revelação do que há de mais belo e mais inocente no íntimo de nós. É a nossa infância esmagada debaixo do peso do tempo, sufocada sob os escombros do barulho e da agitação infrene. Se retirarmos toda essa inutilidade, o menino que já fomos há-de voltar a aparecer. Se tão raramente aparece é porque não procuramos o silêncio, não paramos um pouco, não sabemos regressar ao começo do mundo, quando o olhámos pela primeira vez.