#152: ILHA TERESA // RICHARD ZIMLER

A vida de Teresa muda radicalmente quando os pais deixam Lisboa para irem viver em Nova Iorque. Não estando preparada para a vida na América, com dificuldade para se exprimir em inglês, Teresa encontra refúgio no seu particular sentido de humor e no único amigo, Angel, um rapaz brasileiro de 16 anos, bonito, mas desastrado, que adora John Lennon e a sua música. Mas o mundo de Teresa desmorona-se completamente quando o pai morre e a deixa, a ela e ao irmão mais novo, com uma mãe negligente e consumista. Os problemas de Teresa confluem para um clímax de desespero no dia 8 de Dezembro de 2009 - aniversário da morte de John Lennon - quando ela e Angel fazem uma peregrinação ao Memorial Strawberry Fields Forever em Central Park. Aí, um terrível acontecimento que nunca poderia ter previsto devolve-a à vida e ao amor. Em Ilha Teresa, Richard Zimler conta-nos num estilo inteligente, irreverente e com uma certa dose de humor negro a história de Teresa, uma rapariga de 15 anos, sensível e espirituosa, cujo equilíbrio e sentido de identidade se vêem ameaçados quando a sua família deixa Lisboa para ir viver nos subúrbios de Nova Iorque.

Num registo um pouco diferente do habitual, mas igualmente brilhante, Richard Zimler continua a maravilhar-nos pela forma convincente como nos transporta para o admirável mundo das suas personagens.

#151: O JOGO DE RIPPER // ISABEL ALLENDE

Indiana e Amanda Jackson sempre se apoiaram uma à outra. No entanto, mãe e filha não poderiam ser mais diferentes. Indiana, uma bela terapeuta holística, valoriza a bondade e a liberdade de espírito. Há muito divorciada do pai de Amanda, resiste a comprometer-se em definitivo com qualquer um dos homens que a deseja: Alan, membro de uma família da elite de São Francisco, e Ryan, um enigmático ex-navy seal marcado pelos horrores da guerra.

Enquanto a mãe vê sempre o melhor nas pessoas, Amanda sente-se fascinada pelo lado obscuro da natureza humana. Brilhante e introvertida, a jovem é uma investigadora nata, viciada em livros policiais e em Ripper, um jogo de mistério online em que ela participa com outros adolescentes espalhados pelo mundo e com o avô, com quem mantém uma relação de estreita cumplicidade.

Quando uma série de crimes ocorre em São Francisco, os membros de Ripper encontram terreno para saírem das investigações virtuais, descobrindo, bem antes da polícia, a existência de uma ligação entre os crimes. No momento em que Indiana desaparece, o caso torna-se pessoal, e Amanda tentará deslindar o mistério antes que seja demasiado tarde.

#150: MUTILADA // KHADI

 

 

 

A denúncia de uma bárbara realidade cometida em nome da tradição. Todos os anos 2 milhões de raparigas são excisadas. 130 milhões de mulheres foram já submetidas a estas mutilações em todo o mundo. Segundo as vozes da tradição, a excisão aumenta a fecundidade das mulheres, garante a pureza e virgindade de uma jovem bem como a fidelidade de uma esposa… Na realidade, esta mutilação bárbara põe em perigo a vida das jovens raparigas que a ela são submetidas, priva-as do prazer e destrói para sempre as suas vidas enquanto mulheres. O testemunho de Khady é o de uma criança que, aos sete anos, viveu este pesadelo e que, uma vez mulher, tomou consciência da barbárie desta prática. É o percurso de uma sobrevivente que denuncia, com uma coragem extraordinária, aquilo que teve de suportar, uma militante que luta sem descanso para salvar as crianças do horror que ela própria foi obrigada a viver.

#149: MAYDALA EXPRESS // PIERDOMENICO BACCALARIO E DAVIDE MOROSINOTTO

 

 

 

 

 

É meio-dia na estação ferroviária da Cidade Cinzenta. A pequena e ruiva Finally, munida do seu bilhete, apresenta-se na plataforma 1001 para apanhar o Maydala Express e começar uma viagem extraordinária rumo ao sul, até à Estação Mais Longínqua do Mundo. Se te acontece perderes tempo sem uma razão específica; se adoras vaguear pela cidade ou explorar lugares desconhecidos; se já concluíste que, no fundo, o importante não é chegar a algum lado mas a viagem… então este livro é feito para pessoas como tu.

#148: A RAPARIGA QUE ROUBAVA LIVROS // MARKUS ZUSAK

Quando a morte nos conta uma história temos todo o interesse em escutá-la. Assumindo o papel de narrador em A Rapariga Que Roubava Livros, vamos ao seu encontro na Alemanha, por ocasião da segunda guerra mundial, onde ela tem uma função muito activa na recolha de almas vítimas do conflito. E é por esta altura que se cruza pela segunda vez com Liesel, uma menina de nove anos de idade, entregue para adopção, que já tinha passado pelos olhos da morte no funeral do seu pequeno irmão. Foi aí que Liesel roubou o seu primeiro livro, o primeiro de muitos pelos quais se apaixonará e que a ajudarão a superar as dificuldades da vida, dando um sentido à sua existência. Quando o roubou, ainda não sabia ler, será com a ajuda do seu pai, um perfeito intérprete de acordeão que passará a saber percorrer o caminho das letras, exorcizando fantasmas do passado. Ao longo dos anos, Liesel continuará a dedicar-se à prática de roubar livros e a encontrar-se com a morte, que irá sempre utilizar um registo pouco sentimental embora humano e poético, atraindo a atenção de quem a lê para cada frase, cada sentido, cada palavra. Um livro soberbo que prima pela originalidade e que nos devolve um outro olhar sobre os dias da guerra no coração da Alemanha e acima de tudo pelo amor à literatura.

 

Plano Nacional de Leitura

Livro recomendado para o 9º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada. Grau de Dificuldade II.

#147: A VIÚVA E O PAPAGAIO // VIRGINIA WOOLF

 

 

 

 

 

A surpreendente história de uma simpática viúva, uma herança choruda e um belo papagaio, contada por uma das maiores escritoras do século XX.

 

Plano Nacional de Leitura

Livro recomendado para o 5º ano de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

#146: HISTÓRIA DE UM CARACOL QUE DESCOBRIU A IMPORTÂNCIA DA LENTIDÃO // LUIS SEPÚLVEDA

 

 

 

 

Os caracóis que vivem no prado chamado País do Dente-de-Leão, sob a frondosa planta do calicanto, estão habituados a um estilo de vida pachorrento e silencioso, escondidos do olhar ávido dos outros animais, e a chamar uns aos outros simplesmente «caracol». Um deles, no entanto, acha injusto não ter um nome e fica especialmente interessado em conhecer os motivos da lentidão. Por isso, e apesar da reprovação dos restantes caracóis, embarca numa viagem que o vai levar ao encontro de uma coruja melancólica e de uma tartaruga sábia, que o guiam na compreensão do valor da memória e da verdadeira natureza da coragem, e o ajudam a orientar os seus companheiros numa aventura ousada rumo à liberdade.

#145: PRIMEIRO AMOR // JAMES PATTERSON

 

Baseado em acontecimentos reais da vida de James Patterson.

 

Axi Moore era uma aluna aplicada. Mas não gostava de dar nas vistas e não contava a ninguém que o que realmente desejava era fugir de tudo. A única pessoa no mundo em quem confiava era Robinson, o seu melhor amigo, por quem estava secretamente apaixonada. Quando finalmente decide seguir os seus impulsos e quebrar as regras, Axi convida Robinson para a acompanhar na sua longa viagem. Uma jornada intempestiva, marcada pela paixão oculta e pelo desejo de descobrir o mundo. Mas o que no início era apenas uma aventura livre e despreocupada em breve vai tomar um rumo perigoso e incontrolável. Envolvidos numa sucessão de acontecimentos violentos e dramáticos, os protagonistas são colocados à prova das mais variadas formas. Poderá a primeira grande paixão das suas vidas sobreviver a tudo, até que a morte os separe? Um romance notável e extraordinariamente comovente, inspirado no próprio passado de James Patterson. Um testemunho impressionante sobre a força do primeiro amor e as suas consequências para o resto das nossas vidas.

#144: PRIMEIRO LIVRO DE POESIA // VÁRIOS AUTORES

 

 

 

 

 

«Constituído por obras de poetas de todos os países de língua oficial portuguesa, O Primeiro Livro de Poesia é um livro de iniciação, destinado à infância e à adolescência e onde procurei reunir poemas que, sendo verdadeira poesia, sejam também acessíveis ...(do posfácio de Sophia de Mello Breyner Andresen).

 

 

Plano Nacional de Leitura

Livro recomendado para o 6º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada Grau de Dificuldade II.

#143: HISTÓRIAS DA CIÊNCIA // CLARA PINTO CORREIA E JOSÉ PEDRO SOUSA DIAS

 

 

 

 

Por que é que não nascem crocodilos dos ovos dos pintos? Segundo a Teoria dos Humores, como é que se trata de uma gripe comum, e porquê? As penas com que os machos da Aves do Paraíso ornamentam as caudas para serem escolhidos pelas fêmeas nas suas complexas paradas nupciais são sem dúvida estonteantes - mas, do ponto de vista evolutivo, para que é que servem? Todas estas perguntas levantadas pelos mistérios naturais, e tantas outras, merecem atenção e raciocínio dos espíritos inquietos dos tempos mais remotos até aos nossos dias.

#142: O AMBIENTE - ALERTA TOTAL // NICOLA BARBER E NICK DEWAR

Quem quer salvar a Terra? Águas poluídas, litoral ameaçado, degradação urbana, espécies em vias de extinção, florestas dizimadas, poluição atmosférica, alimentos contaminados ou geneticamente modificados, recursos naturais em vias de esgotamento - estará o nosso planeta condenado, a curto prazo? O Homem terá de actuar, inevitavelmente, como um «vilão», ameaçando e destruindo o ambiente?

Este livro confronta-nos com exemplos da influência negativa que o homem tem exercido sobre o ambiente. Este guia pode constituir para os jovens, os professores, os pais e os cidadãos, uma óptima base de discussão dos problemas ambientais, e da sua complexidade, e uma preciosa ajuda para decidirmos ser «amigos do ambiente».

Em casa, na escola ou no círculo de amigos, poderemos reflectir sobre os nossos juízos de valor e estabelecer estratégias comuns de acção para, em conjunto, podermos ainda, recuperar, tornar mais saudável, mais belo, mais acolhedor, o planeta em que vivemos. O futuro da Terra está nas nossas mãos! Está nas tuas mãos! A informação é essencial para uma tomada consciente de decisões e uma actuação correcta sobre o ambiente!

 

Plano Nacional de Leitura

Livro recomendado para apoio a projectos relacionados com Natureza/Defesa do Ambiente para os 3º, 4º, 5º e 6 anos de escolaridade.

#141: DOIS MUNDOS: O DESPERTAR DAS TREVAS // RICARDO NIEVES

 

 

 

 

William vive pacificamente com os seus pais na tranquilidade de uma pequena cidade no Canadá, mas desde cedo o seu desconforto pela sociedade o afasta dos outros, à excepção do seu único e melhor amigo, que o tenta ajudar. No entanto, o destino decide pregar-lhe uma partida. No seu décimo oitavo aniversário a chegada de um homem misterioso muda por completo a sua vida e o seu mundo desmorona quando descobre a sua verdadeira natureza, selada por um poderoso feitiço, entrementes uma organização secreta opera do lado oculto do Mundo com o propósito do destruir tudo o que conhece.

#140: THREE ADVENTURES OF SHERLOCK HOLMES // SIR ARTHUR CONAN DOYLE

 

 

 

 

 

 

 

 

Descobre as aventuras do detetive Sherlock Holmes na língua original.

#139: MEMORIAL DO CONVENTO // JOSÉ SARAMAGO

A falsa ciência que circula na internet, nos media, que se vê no supermercado e até - pasme-se! - na escola; a falsa ciência na saúde e a falsa ciência na própria ciência. Num livro bem-humorado e muito esclarecedor, os autores desmontam alguns «factos» pseudcientíficos que se construíram e alimentam no nosso quotidiano. Como eles próprios afirmam, «se a ciência pode ser divertida, a pseudociência é garantidamente muito divertida». Uma leitura informativa que expõe os logros mais actuais. Este livro conta histórias de falsa ciência. Abundam as aldrabices científicas na Internet, de que o vídeo que mostrava milho a transformar-se em pipocas devido à radiação de telemóveis é um bom exemplo. Também há muitas tretas nos media, a começar logo pelos horóscopos. As prateleiras de supermercado estão recheadas de falsas promessas de medicina preventiva, das quais o escândalo do «iogurtegate» é uma das mais delirantes. Mas, pasme-se, a falsa ciência também é praticada e ensinada nalgumas escolas. E está bem mais presente do que julga na saúde. Nem as revistas científicas e as universidades escapam, pois também aí se encontra uma boa colecção de fraudes que mais cedo ou mais tarde acabam por ser descobertas. Não há lugares seguros. A única segurança terá de estar no leitor: uma atitude crítica poderá evitar-lhe contratempos e poupar dinheiro. Lembre-se de que a ciência assenta na observação, na experiência e na correcção de erros, e não nas palavras de pretensas autoridades que nunca aceitam ser corrigidas. Não se deixe enganar!

#138: PIPOCAS COM TELEMÓVEL // DAVID MARÇAL E CARLOS FIOLHAIS

A falsa ciência que circula na internet, nos media, que se vê no supermercado e até - pasme-se! - na escola; a falsa ciência na saúde e a falsa ciência na própria ciência. Num livro bem-humorado e muito esclarecedor, os autores desmontam alguns «factos» pseudcientíficos que se construíram e alimentam no nosso quotidiano. Como eles próprios afirmam, «se a ciência pode ser divertida, a pseudociência é garantidamente muito divertida». Uma leitura informativa que expõe os logros mais actuais. Este livro conta histórias de falsa ciência. Abundam as aldrabices científicas na Internet, de que o vídeo que mostrava milho a transformar-se em pipocas devido à radiação de telemóveis é um bom exemplo. Também há muitas tretas nos media, a começar logo pelos horóscopos. As prateleiras de supermercado estão recheadas de falsas promessas de medicina preventiva, das quais o escândalo do «iogurtegate» é uma das mais delirantes. Mas, pasme-se, a falsa ciência também é praticada e ensinada nalgumas escolas. E está bem mais presente do que julga na saúde. Nem as revistas científicas e as universidades escapam, pois também aí se encontra uma boa colecção de fraudes que mais cedo ou mais tarde acabam por ser descobertas. Não há lugares seguros. A única segurança terá de estar no leitor: uma atitude crítica poderá evitar-lhe contratempos e poupar dinheiro. Lembre-se de que a ciência assenta na observação, na experiência e na correcção de erros, e não nas palavras de pretensas autoridades que nunca aceitam ser corrigidas. Não se deixe enganar!

LIVRO EM DESTAQUE

 

"Não me lembro do dia exacto, nem da hora exacta, mas lembro-me exactamente de como me senti. Despertei. Peguei no telefone e digitei o número que pretendia. A chamada estava estabelecida. Estava prestes a receber notícias que ansiava receber há já alguns dias. Mas nem por um segundo equacionei a hipótese de serem tão negras como aquelas que recebi naquele dia. Cancro. Sim, tinha ouvido bem. Cancro."

 

Blogue da BE

FOTOS AO CUBO

PALAVRAS À PORTA

PÁGINA DO FACEBOOK DA BE

Blogue do Departamento de Línguas

Pesquisar

Em linha

Temos 19 visitantes e sem membros em linha